Rinite, sinusite e bronquite: as doenças do inverno

Saiba as diferenças e características de cada uma

Com a chegada das baixas temperaturas do inverno, o clima seco, e a maior prevalência de vírus de gripe e resfriado, aumentam os sintomas das diversas doenças respiratórias. A aglomeração de pessoas em locais fechados, típica dos meses de inverno, também é um agravante.

Conhecidas popularmente como “ites”, as doenças como rinite, sinusite, bronquite e também a asma, são inflamações que acometem os alérgicos, causadas por agentes físicos, como poluição, poeira ou pólen.

Muitas vezes confundidas pela população, asma e bronquite têm sintomas semelhantes, com tosse, chiado, cansaço e falta de ar. Já rinite e sinusite apresentam sintomas como coriza, obstrução nasal, espirros, coceira no nariz, ouvidos, garganta e olhos.

rinite-e-sinusite

A aglomeração de pessoas, comum no inverno, é um agravante para as doenças respiratórias

Pneumologista do HAC, Dra. Maria Amelia Alexandre Fernandes Prandoni explica que tanto asma como bronquite são inflamações dos brônquios.

Mas as doenças têm características diferentes, atingindo regiões diferentes do corpo. Pneumologista do HAC, Dra. Maria Amelia Alexandre Fernandes Prandoni explica que tanto asma como bronquite são inflamações dos brônquios.

“A asma geralmente é de transmissão hereditária”, afirma a especialista, acrescentando. “A bronquite aguda mais frequentemente é desencadeada por vírus, enquanto a bronquite crônica se desenvolve nos fumantes”.

Rinite e sinusite são inflamações nas mucosas do nariz e dos seios da face. A principal causa é a alergia. “As crises de rinite e sinusite desencadeiam sintomas de asma e bronquite”, explica.

Segundo a médica, essas patologias são, na sua maioria, transmitidas geneticamente de pais para filhos. “A chance de uma pessoa ter doença alérgica é de 75%, se o pai e a mãe forem alérgicos”, comenta. A médica ressalta ainda que, segundo estatísticas, 80% dos portadores de asma tem também rinite.

É importante o tratamento preventivo, que inclui cuidados com a higiene domiciliar e uso de medicamentos prescritos pelo médico especialista.

“Durante o inverno é recomendado o uso da medicação preventiva, cuidados com limpeza dos ambientes domésticos, boa hidratação, alimentação adequada, manter atividade física regular e vacinação contra o vírus Influenza”.

Fonte:
Dra Maria Amelia Alexandre Fernandes Prandoni
Pneumologia
CRM  41606

Voltar

Saiba mais: